Hospital Santa Virginia - Institucional - Notícias



Centro de Estudos HSV realiza palestra sobre o Protocolo Eras

Especialista apresenta processos para melhor recuperação do paciente pós-cirúrgico

Em 24 de abril de 2019, o Centro de Estudos do Hospital Santa Virgínia (HSV) promoveu mais um evento de formação para os médicos e colaboradores da instituição. A palestra foi ministrada pelo Dr. Cesar Romão Martins, médico anestesiologista, sobre o tema: “Gerenciamento do Bloqueio neuromuscular: segurança e qualidade no pós-operatório”.

O especialista pela Sociedade Brasileira de Anestesiologia (SBA) iniciou apresentando uma breve história e alguns benefícios do uso de anestésicos. “Antigamente, não existia um modelo de anestesia, sendo utilizado pasta de coca, ópio, acupuntura, entre outros. No século 19, surgem os anestésicos mais efetivos. Foi somente por volta dos anos 1980 que aumentaram os critérios de segurança na técnica, em paralelo com a evolução da prática cirúrgica”, contou.

Outro ponto abordado foi o Protocolo de Recuperação Aprimorada após a Cirurgia, tradução livre de Enhanced Recovery After Surgery (Eras). O protocolo surgiu no final da década de 1990, na Europa, com o intuito de contribuir para a recuperação rápida e, assim, a alta precoce do paciente. 

“O Protocolo Eras visa ao procedimento de uma maneira ampla, iniciando antes da cirurgia até o pós-cirúrgico. O grande objetivo dele é proteger a reserva funcional do paciente, por meio de ações sistematizadas entre os profissionais envolvidos”, afirmou o médico. 

No início, o protocolo era específico para cirurgia colorretal, mas, com o decorrer dos anos, passou a ser usado em outras especialidades. “Existe uma linha mestra para os procedimentos, porém, tem as especificações para cada tipo de cirurgia: bariátrica, ginecológica, pâncreas, cabeça e pescoço, urológica, fígado, torácica, entre outras. Além disso, cada particularidade das cirurgias é baseada em estudos, evidências ou observações clínicas”, ressaltou o especialista. 

O anestesiologista relatou a importância de traçar um plano terapêutico com a participação ativa do paciente, constando a data da cirurgia, medidas de recuperação pós-cirúrgica e alta hospitalar. Também faz parte do Protocolo Eras a monitoração do paciente em casa, durante as primeiras 24 horas, com coleta e análise de dados.

Por fim, o Dr. Cesar Romão Martins explicou sobre a importância do envolvimento das equipes multidisciplinares em todo o processo. “A falta de comunicação pode trazer possíveis complicações pós-operatórias. Condutas simples, aplicadas de modo sistêmico, reduzem os riscos e melhoram a recuperação do paciente”, esclareceu. 

Sandra Regina Feitosa, encarregada de Enfermagem do Bloco Cirúrgico, elogiou a palestra e comentou sobre algumas práticas já adotadas no HSV: “a palestra foi ótima! Agregou muito para a nossa prática no dia a dia. O HSV segue um conjunto de protocolos com o objetivo de diminuir o tempo de internação dos pacientes, focando na segurança e prevenção de eventos adversos. Por exemplo, de Hipotermia, Cirurgia Segura, Jejum/Protocolo de Recuperação Acelerada, Identificação das Drogas Anestésicas, Tromboembolismo Venoso (TEV), entre outros”.

Fonte: Assessoria de Comunicação do Hospital Santa Virgínia

Publicado em: 13/5/2019

 Imprensa  Centenário  Contato
Av. Celso Garcia, 2.294 - Belenzinho - SP
Hospital Santa Virgínia © 2018