Hospital Santa Virginia - Institucional - Notícias



Dia Mundial de Prevenção de Lesão por Pressão

Conheça as ações que podem evitar o surgimento de lesões na pele

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estipulou a data de 20 de novembro como o Dia Mundial de Prevenção de Lesão por Pressão. O objetivo é conscientizar sobre as medidas necessárias para diminuir os riscos de lesão por pressão, que pode acometer os pacientes acamados e com imobilidade prolongada. A lesão por pressão é uma ferida que aparece na pele e possui vários estágios. Quanto mais cedo for identificada, maior o sucesso do tratamento e menor o dano ao paciente. 

Para reforçar as boas práticas, o Hospital Santa Virgínia (HSV) realizou uma campanha neste semestre, envolvendo os colaboradores da assistência direta ao paciente, visando à melhoria dos processos de prevenção das lesões por pressão por meio do cumprimento das barreiras de segurança, reconhecimento precoce das lesões e redução de incidência e severidade dos casos. “Os profissionais da Enfermagem vestiram a camisa e se empenharam em buscar estratégias para melhorar a prevenção e a identificação dos casos de lesão por pressão. O trabalho em equipe contribuiu para o sucesso dos resultados”, disse a enfermeira Bartira de Oliveira Pari, coordenadora do setor de Qualidade.   

“Os pacientes e acompanhantes também foram envolvidos na campanha e passaram a compreender melhor a importância de sua participação para prevenir as lesões”, reforçou Vanessa Ferreira Gaio, enfermeira de uma das alas de internação.

A prevenção de lesões por pressão é uma das prioridades do HSV voltadas para a segurança do paciente. As equipes assistenciais recebem treinamentos contínuos baseados nas melhores práticas científicas, visando sempre ao melhor cuidado. As estratégias passam pelo envolvimento do paciente, da família e dos acompanhantes, que são orientados sobre a importância da participação nos cuidados para a prevenção das lesões e fatores de riscos associados. Este trabalho integrado é realizado por toda a equipe multidisciplinar do HSV. 

“A prevenção é fundamental, pois os pacientes acometidos por lesões sofrem alterações clínicas e danos funcionais, aumento da dor, risco de infecções graves, internações prolongadas e morbidade. Os membros inferiores são os mais afetados, sobretudo a região sacral e os calcâneos, com cerca de 60% das lesões ocorridas abaixo ou na região pélvica”, explicou Ana Lucia de Souza, enfermeira coordenadora do Serviço de Controle de Infecção Hospitalar do HSV.

Estudos indicam que cerca de 95% das lesões poderiam ser evitadas. Assim, confira algumas dicas para prevenir as lesões por pressão, seja em casa ou no ambiente hospitalar:

1) Mude o paciente de lado (decúbito), no mínimo, a cada duas horas, considerando os seus limites, as condições da pele e do ambiente;

2) Proteja os joelhos, cotovelos e calcanhares com um travesseiro, almofada ou espuma;

3) Avalie a pele diariamente e fique atento a qualquer sinal de vermelhidão ou ferida;

4) Faça a higiene adequada, seque bem a pele e passe hidratante após o banho;

5) Troque as fraldas com frequência, evitando o contato da pele com a umidade;

6) Estimule a movimentação do paciente, respeitando suas condições físicas e motoras;

7) Forneça uma alimentação balanceada, rica em vitaminas, minerais, proteínas e aminoácidos, que favorecem a cicatrização.  

Vale lembrar que a prevenção de quedas é outra importante medida de segurança do paciente. Quando estiver debilitado, sempre solicite auxílio para se levantar e caminhar. Utilize o corrimão, barras de apoio, andadores e use calçados antiderrapantes. 

Leia também:

Cuidado limpo para todos está em suas mãos

Serviço de Controle de Infecção Hospitalar promove campanha sobre Higiene das Mãos

Fonte: Assessoria de Comunicação do Hospital Santa Virgínia

Publicado em: 19/11/19

 Imprensa  Centenário  Contato
Av. Celso Garcia, 2.294 - Belenzinho - SP
Hospital Santa Virgínia © 2018