Hospital Santa Virginia - Institucional - Notícias



Centro de Estudos HSV promove palestra sobre prevenção ao câncer próstata

Em apoio ao Novembro Azul, urologista do Hospital Santa Virgínia esclarece principais dúvidas e alerta para a importância do diagnóstico precoce da doença

Em 5 de novembro de 2018, o Dr. Paulo Afonso de Carvalho, urologista do Hospital Santa Virgínia (HSV), ministrou palestra sobre a prevenção ao câncer de próstata. A iniciativa fez parte do cronograma do Centro de Estudos HSV, que promove eventos de formação para os colaboradores e médicos da instituição.

O especialista explicou o que é a próstata e os tipos de doenças que podem afetá-la. “A próstata é uma glândula que faz parte do sistema urogenital masculino e produz parte do líquido seminal. Além do câncer, podem ocorrer doenças como a prostatite (inflamação do órgão) e a Hiperplasia Benigna da Próstata (HPB)”, esclareceu o urologista.

No Brasil, este é o tipo de tumor mais frequente nos homens, ficando atrás apenas do câncer de pele não melanoma. “O câncer de próstata é responsável por um óbito a cada 40 minutos, sendo que 25% dos pacientes morrem devido à doença e 20% deles são diagnosticados em estágio avançado”, destacou o especialista.

“Na fase inicial, a doença é assintomática. Em cerca de 95% dos casos, os sintomas começam a aparecer em estágio avançado, dificultando as chances de cura e recuperação”, afirmou o médico. Os principais sinais que o corpo apresenta são: dor óssea, cansaço e dificuldade para urinar.

Assim, é fundamental a visita regular ao urologista, especialmente após os 50 anos. “O câncer de próstata é curável quando diagnosticado no início. O diagnóstico precoce eleva a taxa de cura para 90%. Porém, no Brasil, apenas 33% dos homens fazem avaliação periódica com exame clínico, podendo ser tarde demais”, ressaltou.

O Dr. Paulo Afonso explicou a importância dos hábitos saudáveis na prevenção da doença. “O câncer de próstata não tem uma causa específica, porém, alguns fatores de risco contribuem para o seu surgimento, como a alimentação rica em gordura e pobre em fibras e a falta de atividade física regularmente”, informou o especialista. Clique e saiba mais sobre os fatores de risco do câncer de próstata.

Na sequência, o urologista explicou as principais formas de diagnóstico. “Através do exame de toque retal, conseguimos palpar a parte posterior da próstata e verificar se tem algum sinal de anormalidade. O exame de sangue Antígeno Prostático Específico (PSA) mede a quantidade de proteína produzida pela glândula. Caso esteja elevado, é repetido o exame. Se necessário, pode ser solicitada biópsia para confirmação do diagnóstico”, esclareceu o especialista.

O Dr. Paulo Afonso finalizou relatando os tipos de tratamento, que variam conforme a localização e fase do câncer. Vale ressaltar que o tratamento é realizado de forma individualizada e por uma equipe multidisciplinar (médicos, enfermeiros, psicólogos, nutricionista, entre outros) que auxilia no restabelecimento do paciente.

Colaboradores comentam a palestra

“É muito gratificante a oportunidade que o hospital nos dá. O homem ainda tem muito preconceito sobre este assunto. Agora sei me prevenir melhor, com qual idade devo procurar um médico e realizar os exames. Posso, também, transmitir o conhecimento para meus amigos e familiares com mais segurança.” (Adriano Santos Carvalho, que atua no setor de Obras)

“Excelente iniciativa do hospital, principalmente pelo tema que é tão significativo para os homens. A palestra foi muito esclarecedora, pudemos tirar dúvidas sobre quando procurar um médico, formas de diagnóstico, de tratamento e, principalmente, como se prevenir.” (Ricardo Meireles, gerente de Compliance)

Fonte: Assessoria de Comunicação do Hospital Santa Virgínia

Bootstrap Slider
 Imprensa  Centenário  Contato
Av. Celso Garcia, 2.294 - Belenzinho - SP
Hospital Santa Virgínia © 2018