Hospital Santa Virginia - Institucional - Notícias



São Francisco de Assis

Francisco Bernardone nasceu em 1182, na cidade de Assis, na Itália. De família rica, o jovem era alegre, gostava de festas e possuía boa relação com a sociedade.

Sua conversão iniciou quando Francisco tinha entre 20 e 22 anos, sendo um processo lento e perturbado. O jovem ficou preso durante um ano em Perúgia e chegou a adoecer. Nesse período, Francisco teve sonhos e visões de seu apostolado: doar o que possui e desprezar as coisas mundanas.

Seu pai não concordava com seu novo estilo de vida e queixou-se ao Bispo de Assis sobre a fartura do filho com os menos favorecidos. Diante do sacerdote, pediu que o jovem devolvesse o dinheiro gasto em suas caridades. A resposta de São Francisco foi a renúncia de sua herança e de suas vestes, dizendo: “doravante não direi mais pai Bernardone, mas Pai nosso que estás no céu”.

Desde então, viveu na pobreza e pregando a palavra. Alguns amigos seguiram o seu modo de vida, fundando a Ordem dos Frades Franciscanos. Posteriormente, coloca-se sob sua direção uma jovem de Assis chamada Clara - juntamente com suas companheiras, fundam a Segunda Ordem Franciscana, a Ordem das Clarissas. Leia o texto sobre a história de Santa Clara 

Francisco foi fundador de diversas Ordens, como Capuchinhos, Conventuais, Terceiros, entre outros. São Francisco de Assis morreu em 4 de Outubro de 1226, com 44 anos, e foi canonizado pelo Papa Gregório IX em 1228. É considerado o padroeiro da Ação Católica e o protetor dos animais.

Oração de São Francisco de Assis

Senhor, Fazei-me instrumento de vossa paz. Onde houver ódio, que eu leve o amor; Onde houver ofensa, que eu leve o perdão; Onde houver discórdia, que eu leve a união; Onde houver dúvida, que eu leve a fé; Onde houver erro, que eu leve a verdade; Onde houver desespero, que eu leve a esperança; Onde houver tristeza, que eu leve a alegria; Onde houver trevas, que eu leve a luz. Ó Mestre, fazei que eu procure mais consolar, que ser consolado; compreender, que ser compreendido; amar, que ser amado. Pois é dando que se recebe, é perdoando que se é perdoado, e é morrendo que se vive para a vida eterna. Amém.

Fonte: Portal A12 e Canção Nova

 Imprensa  Centenário  Contato
Av. Celso Garcia, 2.294 - Belenzinho - SP
Hospital Santa Virgínia © 2018