Hospital Santa Virginia - Institucional - Notícias



Em apoio ao Outubro Rosa, HSV compartilha orientações para a prevenção e diagnóstico da doença

A cada ano, 60 mil mulheres têm câncer de mama no Brasil. Segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca), cerca de 30% dos casos poderiam ser evitados adotando-se um estilo de vida mais saudável, incluindo a alimentação balanceada e a prática regular de atividades físicas.

A doença surge com a multiplicação anormal e desordenada das células da mama, formando um tumor que pode invadir outros órgãos.

O autoexame é o primeiro passo para identificação de possíveis alterações na mama, junto com a visita periódica ao ginecologista, para avaliação diagnóstica e realização dos exames preventivos.

Leia mais, abaixo, sobre os fatores de risco, formas de prevenção, sintomas e diagnóstico do câncer de mama.



Segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca), cerca de 80% dos casos de câncer de mama ocorrem após os 50 anos. Fatores genéticos e hereditários correspondem a 5% a 10% do total. Homens também podem ter câncer de mama, porém, a ocorrência é mínima: cerca de 1% dos casos. Confira outros fatores de risco:

Fatores ambientais e comportamentais:

• Obesidade e sobrepeso;

• Sedentarismo;

• Tabagismo;

• Consumo de bebida alcoólica;

• Exposição frequente a radiações ionizantes (Raios-X).

Fatores da história reprodutiva e hormonal

• Primeira menstruação antes dos 12 anos;

• Não ter tido filhos;

• Primeira gravidez após os 30 anos;

• Não ter amamentado;

• Menopausa após os 55 anos;

• Uso de contraceptivos hormonais.

Fatores genéticos e hereditários

• História familiar de câncer de ovário ou de mama, principalmente antes dos 50 anos;

• Alteração genética, especialmente nos genes BRCA1 e BRCA2.

 Imprensa  Centenário  Contato
Av. Celso Garcia, 2.294 - Belenzinho - SP
Hospital Santa Virgínia © 2018